Teatro em Espaços Não Convencionais

[Para melhor visualização do blog, aperte Crtl e ainda pressionando aperte no canto esquerdo de cima do teclado o sinal de +]

[Links de videos e artigos nas imagens]

“Se você quer produzir uma rosa, você não pode pegar uma flor e colocá-la simplesmente na terra. Isto não vai fazer uma outra flor. Você tem que pegar a semente e plantá-la de novo no solo. Daí crescerá uma outra rosa. Lewis Milestone

Fazer-se presente. Essa é um das preocupações do teatro contemporâneo. Mas onde e como? Essa questão é sobre o que tentaremos discorrer neste blog.

Tentaremos responder isso mostrando o que o teatro faz para estar presente como entretenimento, diversão e veículo de informação.

É bom lembrar que o cinema, a televisão e a internet trouxeram novas formas de manifestação artística e de entretenimento, e formou um indivíduo observador massificado. A informação voa em ondas pelo ar e por fios de fibra óptica em uma velocidade absurda. No mundo contemporâneo as pessoas vivem como espectadoras, muitas vezes são mais espectadoras que protagonistas da própria vida. A humanidade tem acesso a uma quantidade enorme de informações. Tudo é rápido e de fácil absorção. Contudo pouco é absorvido. Vive-se a falsificação do mundo através da mídia e a substituição da vivência direta pela experiência como espectador.

Fazer arte num mundo desconectado de sua essência é o desafio do teatro hoje. O teatro está envolvido num leque enorme de opções de diversão, informação e lazer. Para ele se fazer presente é preciso criatividade, textos bem elaborados e boa qualidade dos profissionais envolvidos no processo.

“A paisagem contemporânea é um vasto lugar de trânsito.” Nelson Brissac Peixoto

Autores:

Eric Costa

Isabella Pina

João V. Borges

Kalil Alencar

Luíza Hesketh

Yara Moyzinho

Bibliografia

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquída. São Paulo: Editora Jorge Zahar, 2007

BUARQUE, Aurélio. Dicionário Aurélio. SP: Positivo, 2007.

CALVINO, Ítalo. Seis Propostas para o Próximo Milênio. São Paulo: Editora Companhia das Letras, 2004.

CHAUI, Marilena. Convite à Filosofia. São Paulo: Editora Ática, 1997.

COHEN, Renato. Performance como linguagem. SP: Perspectiva, 2002.

COMPANHIA BRASILIENSE TEATRO DO CONCRETO. Entrelinhas e Concreto – Teatro brasiliense contemporâneo. Brasília: Fundação de Apoio a Cultura do DF, Ano I – Set número 1, 2009.

COUTINHO, Evaldo. O Espaço da Arquitetura. São Paulo: Editora Perspectiva, 1998.

GUINSBURG, Jacó. Da Cena em Cena. São Paulo: Editora Perspectiva, 2007.

GINSBURG,Jacó; FARIA, João Roberto; LIMA, Mariângela Alves de. Dicionário do Teatro Brasileiro: temas, formas e conceitos. São Paulo: Perspectiva, 2006.

GRUPO TEATRAL BURACO DO ORÁCULO. Informativo Bimestral A Gargalhada. Nº 12 – ANO III – JANEIRO/FEVEREIRO – 2009

LIMA, Evelyn. Espaço e teatro: do edifício teatral à cidade como palco. Rio de Janeiro: Editora 7Letras, 2008.

LYNCH, Kevin. A Imagem da Cidade. São Paulo: Editora Martin Fontes, 1997.

PAVIS, Patrice. Dicionário de Teatro. São Paulo: Perspectiva, 1999.

PEIXOTO, Nelson Brissac. Paisagens Urbanas. São Paulo: Editora Senac, 2004.

REBOUÇAS, Evill. A dramaturgia e a Encenação no Espaço não Convencional. São Paulo: Editora UNESP, 2009.

Textos de Sites

ANNES, Luiz Rodolfo. O lugar e a obra. 2004. http:// http://www.muvi.advant.com. br/ lendo_arte/paulo_reis/lugar_obra.htm

CARREIRA, André e OLIVEIRA Valéria Maria de. A noção de Teatro de Grupo a partir das matrizes teatrais da Commedia dell’arte e do Naturalismo. http://www.sinproitajai.org.br/noticias

DAVINI, Silvia. O Beijo de Romeu e Julieta. http:// silviadavini.blogspot.com/ search/label/O%20Beijo%20de%20Romeu%20e%20Julieta.

EHRENBERG, Felipe. Fluxshoe, 1994. http://www.artcornwall.org /interview_ fluxshoe_stuart%20reid_felipe_ehrenberg2.htm

KEIDAN, Louis. Live Art. O que é Live Art?. 2007. http://forumpermanente .incubadora .fapesp.br/portal/.painel/museumundo/liveart

LEOTE, Rosangella. Videoperformance, 1996. http://www.sciarts.org.br/ rosange llaleote/ 4textos_videoperformance.htm

MACHADO, Arlindo. Arte e Tecnologia no Brasil: Uma Introdução. ( 1950-2000). http://www.arteetecnologia.com.br/reportagemnoticia.asp?id=39

MEDEIROS, Maria Beatriz de. Bordas Rarefeitas da Linguagem Artística Performance suas Possibilidades em Meios Tecnológicos. 1984. http://www.corpos.org/papers/bordas.html

MORGANA, Polyanna. Intervenção Contra-Institucional como guerrilha estética, 2006. http://www.vis.ida.unb.br/ posgraduacao/ disserta_tese/ dissertacao_polyannamorgana.pdf

PAES, Luciana. Lugar. 2005. http:// www. muvi. advant. com.br/ lendo_arte/ luciana _paes / lugar.htm

PAULO, Eder da Costa e CARREIRA, André Luiz Antunes Netto. O Ator no Contexto da Cultura Regional – A Busca de Identidade. http:// http://www.ceart. udesc.br/ revista_dapesquisa/volume1/numero1

PELEGRINI, Ana Claudia S. Introdução ao Rex, 1966. http://www.mac.usp.br/ mac/ templates/projetos/seculoxx/modulo4/rex/intro.html

RAUEN, Margarida Gandara. Performance e Engajamento Político pela Paz. http:// http://www.eca.usp.br/salapreta/PDF05/SP05_015.pdf

Commedia Dell’arte. http:// grupo.moitara.sites.uol.com.br/ Pesquisa Frameer. htm

História do teatro – Comedia Dell’ Arte. http://liriah.teatro.vilabol.uol.com.br/ historia/comedia_dell.ht

Sites

http://teatroderuaeacidade.blogspot.com/

http://www.buracodoraculo.com.br/

http://en.wikipedia.org/

http://www.ceart.udesc.br/Revista_Arte_Online/Volumes/artandre.htm

http://literaturadecamara.sites.uol.com.br/TEXTOSDEAPOIO.htm

http://www.aepidemia.org/noticia/videoativismo http://www.digestivocultural.com/ensaios/ensaio.asp?codigo=8http://www.digestivocultural.com/ensaios/ensaio.asp?codigo=181 http://www.digestivocultural.com/ensaios/ensaio.asp?codigo=168http://revistaymsk.wordpress.com/2006/10/01/yes-yoko-ono/ http://www.verdestrigos.org/sitenovo/site/cronica_imprimir.asp?id=1420

http://www.kunstwissen.de/fach/f-kuns/o_mod/kapro0.htm

http://modernidadeartes.blogspot.com/2009/11/crimes-na-arte.html

http://www.ubu.com/concept/

http://www.ubu.com/papers/

http://www.ubu.com/ubu/

http://imaginepeace.com/news/archives/3966

http://en.wikipedia.org/wiki/Happening http://www.ubu.com/historical/kaprow

http://pt.wikipedia.org/wiki/Happening

http://pt.wikipedia.org/wiki/Performance

http://pt.wikipedia.org/wiki/Allan_Kaprow

http://alojamientos.us.es/bibemp/ulises/ulises2/artevida.htm

http://www.corpos.org/papers/bordas.html

http://www.hauserwirth.com/artists/35/allan-kaprow-estate

http://pt.wikipedia.org/wiki/Performance

http://www.gobsquad.com/

http://www.britishcouncil.org/br/brasil-arts-dance-drama-liveart-gob-squad.htm

http://www.britishcouncil.org/br/nightshot.pdf

http://forumpermanente.incubadora.fapesp.br/portal/.painel/museumundo/liveart

http://www.teatroparaalguem.com.br/

http://www.teatroparaalguem.com.br/casa/index.php?option=com_content&view=article&id=54:teste-carnaval&catid=4:porao&Itemid=8

http://www.gag.art.br/cia_phila_7/espetaculos/play_on_earth_1.html

http://www.gag.art.br/cia_phila_7/

http://www.gag.art.br/cia_phila_7/espetaculos/whats_wrong_with_the_world.html

http://dramadiario.com/

http://homepages.ulb.ac.be/~rgeerts/theaterinternet/10virtueeltheater.html

http://www.titanick.de/

http://jameswagner.com/2009/11/nikhil_chopra_yog_ra.html

http://steinhenningsen.com/2007/?mode=art&galleri=126

http://www.warhols.com/prints.html

http://www.ubu.com/sound/tellus_24.html

http://www.thing.net/~grist/ld/fluxus.htm

http://www.yveskleinarchives.org/works/works1_us.html

http://www.britishcouncil.org/br/brasil-arts-dance-drama-liveart-gob-squad.htm

http://www.tate.org.uk/modern/exhibitions/liveculture/laribot.htm

http://celeirodasantas.blogspot.com/2009/04/bagulhar.html

Videos

http://es.getalyric.com/escuchar/tg2K6o7bRqc/ruas_abertas_teatro_do_concreto_df

http://www.ubu.com/film/stockhausen_originale.html

http://www.ubu.com/film/fluxfilm.html

http://dublinfringefest.ticketsolve.com/production_companies/8524544/shows

http://entretenimento.uol.com.br/ultnot/multi/2009/07/08/04023360DC897346.jhtm

http://www.teatroparaalguem.com.br/casa/index.php?option=com_content&view=article&id=54:teste-carnaval&catid=4:porao&Itemid=8

 


“O ser abrigado sensibiliza seu abrigo” Gaston Bachelard